Sagrado da Birmânia


Sagrado da Birmânia

Sagrado da Birmânia (foto: wikipedia)

História

A origem do Sagrado da Birmânia é envolta de diversos mistérios e ainda muitas lendas. Certamente a mais conhecida delas conta uma história a respeito de um tempo, onde eram criados inicialmente gatos brancos que tinham um pelo comprido, estes que eram fiéis companheiros de um sacerdote e quando ele morreu assassinado por invasores, um destes gatos teria pulado em cima do corpo do religioso e ficou por ali para evitar que alguém se aproximasse dele. Foi então que a sua pelagem teria escurecido, sendo somente nas patas que estavam em contato com o corpo do seu antigo dono que permaneceram brancas. Depois deste incidente todos os gatos que eram criados no templo ficaram iguais a ele.

Apesar desta história, a teoria mais aceitável sobre a sua origem deverá explicar que esta raça seria descendente de gatos que eram venerados como deuses em templos budistas da Birmânia, na Ásia, em torno do século XV. Daí vem o nome Sagrado, existem inclusive diversas descrições da entrada da raça na Europa. Apesar disto suas características atuais foram obtidas através de um Sagrado que teria sido levado para os Estados Unidos na década de 30. Este exemplar teria então sido cruzado com um gato Siamês, sendo que provavelmente tenham havido importações de outros exemplares da Birmânia. Apesar disto foi apenas a partir de 1936 que a raça que a raça teria sido reconhecida oficialmente nos Estados Unidos.

A raça foi reconhecida na França no ano de 1952 sendo que os selecionadores franceses incluíram em sua criação na sua descendência, o sangue dos siameses e dos persas brancos, sendo este último o responsável por uma pelagem macia e semilonga do Sagrado da Birmânia.

Características físicas

O Sagrado da Birmânia possui um corpo de porte médio, alongado e também compacto. Conta com uma cabeça redonda, larga e de formato cuneiforme. Seu focinho é curto e bem pronunciado, tendo sempre presente uma máscara de cor marrom escura. Seu nariz é em formato romano, o que é exigido rigorosamente nas federações e é como um bico de papagaio. A sua cauda é de tamanho médio, robusta e ainda com bastantes pelos de cobertura. Seus olhos são redondos, de coloração azul intensa e brilhante.

Suas orelhas de forma geral são médias, eretas e também bem separadas. Sua pelagem é semilonga e de textura sedosa, ajudando a modular as suas formas com os comprimentos diferenciados que seus pelos possuem.

Existem divergências entre o padrão da raça britânico e o americano, sendo que o americano determina o corpo, a cabeça, os olhos e as patas que são mais arredondadas do que o inglês. As diversas variedades, porém tem em comum uma importante particularidade, as quatro patas são cobertas por luvas que são completamente brancas. A grande diferença existente se deve aos diferenciados cruzamentos originais da raça, estes que são realizados na Europa e também nos Estados Unidos.

O gato nos Estados Unidos vindo da Birmânia teria sido cruzado com um gato Siamês, enquanto que na Europa além do cruzamento com um Siamês, criadores também cruzaram com um Persa branco.

Como a pelagem deste felino, os fios costumam ser longos no dorso e nas laterais, semilongos nas demais partes do corpo. Com relação à coloração da pelagem, o Sagrado da Birmânia tem reconhecidas 17 cores que poderão ser subdivididas em grupos de cores, entre eles podemos citar os Pontos que podem ser em tons de vermelho, azul, creme e lilás ou chocolate. Pontos malhados em creme, azul, chocolate, lilás e também tons de vermelho.

Comportamento

Uma das raças mais sociáveis entre os felinos, o Sagrado da Birmânia sempre que possível adora brincar com as pessoas que se aproximam dele, mesmo quando adulto, mostrando sempre gostar das oportunidades para se aproximar das pessoas. Apesar disto com os estranhos ou mesmo em momentos que não são apropriados a sua atitude tende a ser mais reservada, não gostam que o toquem nestas situações chegando até mesmo a ser agressivos caso haja insistência da pessoa. Vale ainda ressaltar que antes de morder, o gato deverá advertir que irá atacar, alterando a sua voz baixa e calma para um som que lembrará muito uma tosse rouca, este é um sinal indicativo de que o gato está nervoso ou irritado.

Com as crianças a raça é tida como uma das melhores para o convívio. E, além disto, o Sagrado da Birmânia se adapta facilmente em ambientes pequenos, como por exemplo, apartamentos.

Além de todas as características citadas acima o Sagrado da Birmânia gosta muito de brincar. É um gato inteligente, meigo e alegre. Conta com uma grande vantagem com relação a outras raças, pois costuma ser considerado muito ciumento. É dono de um caráter muito tranquilo, e normalmente elege como seu dono uma pessoa de temperamento parecido com o seu. Outro atrativo é a sua pelagem semilonga em tom de degradê, além de seus olhos azuis, grandes e redondos.

Suas cores de pelagem além das características já citadas precisam ser lisas e contrastar bem com o corpo, sendo indesejáveis que existam manchas brancas na sua barriga, partes escuras das patas e também em seu peito.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedintumblrmail

Deixe uma resposta