Bombay

História

Bombay

Bombay

Esta raça começou quando a norte-americana Nikki Horner decidiu criar uma raça miniatura de uma pantera negra. No início, fez o cruzamento de gatos de rua negros com birmaneses, que não obteve o êxito esperado.

Após 30 anos, em 1966, conseguiu seu primeiro filhote obtido de uma cruza de fêmea pêlo curto americano com um macho birmanês. Nos próximos anos, ela continuou a fazer cruzas para fixar as características da raça.

Em 1970 o Bombay foi registrado na CFA e seu nome foi dado em homenagem a Índia, região das panteras negras.

Características físicas

Essa raça é de tamanho médio, com muitos músculos e pouca gordura. Sua estrutura óssea é forte e seu peito mais avantajado.

A cabeça é de formato arredondado, com angulações fortes. O focinho é curto e largo.

Suas orelhas são de tamanho médio, com as pontas ligeiramente inclinadas para frente, pontas arredondadas e com base mais larga.

Seus olhos são grandes, arredondados expressivos. A coloração vai do ouro ao cobre claro.

Possui uma cauda um pouco maior que o birmanês.

O pêlo é curto, aveludado e colado ao corpo, ressaltando sua musculatura.

Comportamento

São muito afetuosos, desde que acostumados desde cedo com o homem.

Não é muito ativo, embora muitas vezes seja brincalhão.

Convive muito bem com outros gatos machos e fêmeas, só não gosta de ficar muito tempo sozinho.

É bastante sensível ao frio, e é comum procurar a cama dos donos durante a noite.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedintumblrmail

Deixe uma resposta